DURA +

Especificações

DURA +

 

Nova tecnologia de liberação controlada de nitrogênio no campo

*Ureia é um produto apolar, que não é retida no solo

*A enzima urease, presente na matéria orgânica e palhada, transforma a ureia em amônia que rapidamente é volatilizada 

​*A atividade da urease é dependente das condições de umidade e temperatura

* A DURA + Controla a transformação do nitrogênio amídico em amoniacal graças a molécula Mono Carbamida DiHidrogeno Sulfato (MCDHS), que diminui as perdas por volatilização

 

           Como retardar a hidrólise da ureia e sua                                                 lixiviação?

 

  • Através da Carbamidação: o primeiro processo estamos sujeitos a um ataque ácido da ureia que forma um novo composto ou “adução” que é chamado de monocarbamida dihidrogeno sulfato ou MCDS.

 

                              CO(NH2)2 – H2SO4

  

  • Este composto envolve as grãos de fertilizante mantendo o pH fortemente ácido a sua volta, sendo assim capaz de inibir a ação da uréase em transformar o N amidico em amoniacal

 

                    CO(NH2)2 + H2O -> 2NH3+CO2

1/4

•A proteção do Nitrogênio Amoniacal ocorre através do controle do pH, proporcionando a redução das perdas por volatilização graças a acidificação localizada produzida na hidrólise da molécula MCDHS (liberação de íons H+).

 

•Proteção e liberação do Fósforo: auxilia no controle do pH proporcionando condições para reduzir a adsorção do elemento pelo solo.

Melhora condições para a absorção de micronutrientes: devido as alterações do pH proporciona condições para solubilizar micronutrientes presentes no solo.

RESULTADO = MAIS ABSORÇÃO = MAIS PRODUTIVIDADE

Você colhe o que planta